As melhores canetas para usar com aquarela

No caso, com lápis aquareláveis diluídos. Como o princípio é o mesmo - testar quais canetas aguentam bem um banho de água - então está valendo!

Usei o papel para aquarela Montval, que tem gramatura bem alta (300 g/m2) e, como tudo da Canson, é excelente.Vale lembrar que, como esse papel tem a textura própria para a aquarela, suas ranhuras acabam num instante com as canetas com ponta de feltro, especialmente as extra-finas (abaixo de 0.2, por exemplo). Ainda mais se vocês tiverem a mão pesada como eu!

Decidi fazer um guia de referência para deixar à mão por que, quando preciso, nunca lembro o que posso usar e acabo interrompendo o que estou fazendo e perdendo um tempão com isso. E esse teste foi super caseirão, tá gente? Usei as canetas que tenho e, enquanto algumas contém a informação clara de que são à prova d'água, outras não informam nada. Para quem quiser saber mais sobre o assunto, tem esse artigo super esclarecedor do JetPens que explica a ciência por trás das canetas que funcionam ou não com aquarelas, incluindo outros tipos além dessas de feltro que estou postando aqui e papéis adequados para isso.

As canetas que testei foram: Pilot, Stabilo, Posca, Sharpie, Tombow, Copic, Derwent, Sakura Pigma Micron, Sakura Sensei, Faber-Castell, Molotow e Pentel.
 É lindo ver tudo arrumadinho, né? Pena que só dura poucos segundos!

Conforme comentei, usei o papel para aquarela Montval da Canson e o lápis de cor Caran D'Ache Supracolor - chique, suíço e caro, mas que eu nunca uso por que só tem 12 cores  (nota para mim mesma: NUNCA MAIS comprar lápis com menos de 48 cores!). Os pincéis são Royal & Langnickel.
 Aqui os resultados. Nem preciso ampliar a imagem para mostrar o que deu certo e o que deu ruim.

Passaram no teste:

  • Sakura Pigma Sensei (1)
  • Faber-Castell Ecco Pigment (2)
  • Sakura Pigma Micron (6)
  • Copic Multiliner (9)
  • Sharpie (11)
  • Molotow Blackliner (13)
  • Mitsubishi Uni Posca (14)
  • Kuretake Zig Writer (15)
De todas, a que mais gostei MESMO foi a Faber-Castell Ecco Pigment e, depois dela, a Copic Multiliner. Não incluí a Pilot Permanent (3) no resultado por que, apesar dela não ter manchado com a água, as linhas dela borraram no papel e ficou bem feio.

Quanto às demais, melhor deixar para outros projetos como, por exemplo, os que usarem lápis de cor permanente ou outros materiais secos. 

E vocês, têm mais alguma dica de canetas boas para usar com aquarelas? Me contem ;-)

Comments